A importância da detecção de vazamentos em condomínios

A água é um recurso essencial para a vida. Por este motivo, as estatísticas de que a água doce disponível está em níveis cada vez menores em todo o planeta é alarmante e preocupante. A Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (SABESP) calcula que quase 25% da água tratada é perdida por meio de vazamentos, decorrentes de desgastes nas tubulações ou de instalações hidráulicas inadequadas. Uma simples torneira pingando pode desperdiçar até 20 litros de água por dia.

Diante desse desperdício, é muito importante detectar e reparar os vazamentos nos condomínios o quanto antes. Na verdade, essa deve ser a primeira ação a ser tomada para economizar água, tanto nas áreas comuns quanto nos apartamentos.

Fique atento aos sinais

Há vazamentos que são muito fáceis de serem detectados, o que pode ser feito por qualquer pessoa. No entanto, há aqueles mais discretos, que só geram desconfiança quando chega a conta de água. Em geral, os vazamentos costumam ocorrer em pisos, reservatórios, paredes e torneiras.

Os vazamentos visíveis são fáceis de localizar porque dão sinais clássicos, como parede “estufada” com ar, manchas provocadas por fungos, alterações na coloração da tinta, azulejos soltos, entre outros. Os vazamentos não visíveis só são identificados por meio de equipamentos especializados.

O Grupo Mais Economia realiza a inspeção de vazamentos por meio de vistoria eletrônica, garantindo mais eficiência e rapidez no reparo dos danos identificados, sendo um importante passo em seu sistema de economia de água em condomínios.

Por que os vazamentos ocorrem?

Com o passar do tempo, é natural que as tubulações e demais estruturas de condução e armazenamento de água fiquem desgastadas. A ausência de manutenções frequentes faz com que os tubos atinjam um ponto de total enfraquecimento estrutural, causando os vazamentos. No caso dos condomínios, a procura por vazamentos deve incluir as áreas comuns e particulares, a fim de evitar tanto o prejuízo financeiro para o condomínio quanto o prejuízo ambiental, que pode comprometer o futuro de toda a humanidade.

Responsabilidade de quem?

A rede principal de abastecimento de água, que a leva a todos os apartamentos (também conhecida como rede vertical) é de responsabilidade do condomínio. Já a rede horizontal (de cada apartamento ou residência) é de responsabilidade do morador – que deve comunicar o vazamento à administração do condomínio.

Em qualquer um dos casos, é preciso que as empresas especializadas sejam acionadas o quanto antes para reparar o dano identificado.

Prevenção

Não se deve, no entanto, esperar um vazamento ocorrer para recorrer ao auxílio profissional. A melhor maneira de promover economia de água em condomínios é realizar a manutenção preventiva. Assim, quando qualquer tipo de vazamento for detectado precocemente, menor será o prejuízo.

Há equipamentos que, quando instalados junto com os hidrômetros do prédio, verificam qualquer tipo de alteração na vazão da água, comunicando a possibilidade de haver um vazamento na rede. Esse tipo de tecnologia é bastante útil na hora de caçar vazamentos.

Além de representar uma valiosa economia financeira, o fim do desperdício de água é também uma obrigação de qualquer cidadão, empresa ou condomínio na preservação desse recurso. Por isso, o Grupo Mais Economia conta com toda a tecnologia e expertise necessários na implementação de técnicas de economia de água em diferentes ambientes.

By | 2018-12-11T14:09:22-02:00 dezembro 11th, 2018|Economia de Água em Condomínios|